Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Inclusão digital proporciona qualificação profissional para a comunidade de Ipioca
24/05/2013 - 16h28m

Inclusão digital proporciona qualificação profissional para a comunidade de Ipioca

Telecentro Digitalagoas da ONG Art Jovem formou a primeira turma do curso de Operador de Computador e abre inscrições para novas turmas

Inclusão digital proporciona qualificação profissional para a comunidade de Ipioca

Equipe do Itec presente na celebração da formação da primeira turma

O telecentro do Programa Digitalagoas implantado na ONG Art Jovem, em Ipioca, formou nesta sexta-feira (24) a primeira turma do curso de Operador de Computador, promovendo a inclusão digital e a qualificação profissional da comunidade local. A ONG inclusive já está com inscrições abertas para novas turmas.

A capacitação foi realizada por meio de uma parceria entre a ONG Art Jovem e o Senac/AL, que disponibilizou o instrutor. “O curso teve a duração de dois meses e abrangeu Windows, pacote Office e noções de Linux, além de instruções de como elaborar currículo e normas ABNT, que são exigidas para trabalhos acadêmicos”, informou Luís Cláudio Burgos, instrutor de informática do Senac/AL. 

O presidente da ONG Art Jovem, Jasiel da Silva, ressaltou que a parceria com o Senac/AL foi firmada até 2020 e por meio dela foi possível ampliar a oferta de cursos no telecentro, o que impulsiona o desenvolvimento econômico e social da comunidade, visto que as pessoas buscam a capacitação visando justamente o ingresso no mercado de trabalho, e com isso, melhorar sua renda familiar e qualidade de vida.  “Além do curso de Operador de Computador, que abrirá duas novas turmas, também serão fornecidos cursos de Recepcionista e Frentista”, anunciou Jasiel.

Os cursos estão previstos para começar no dia 15 de junho e as inscrições podem ser feitas na sede da ONG Art Jovem, em Ipioca, de segunda a sexta-feira, de 8h às 12h e de 13h às 17h. É necessário levar documento de identidade, CPF, comprovante de residência, histórico escolar, uma foto 3x4 e informar telefones para contato.

“Aprendi muito com este curso e estes conhecimentos vão ser importantes para qualquer trabalho que eu procure. A partir de agora quero fazer mais cursos para me atualizar ainda mais e fortalecer a minha entrada no mercado de trabalho. Já preparei currículo e tudo”, enfatizou Washington Rodrigues, de 22 anos.

A experiência no telecentro também foi muito marcante para Mayara Amélia, de 17 anos, que acabou de concluir o Ensino Médio e não sabia mexer nada no computador, nem ao menos ligá-lo. “Foi muito proveitoso, gostei bastante, aprendi muito mais do que eu esperava. Os conteúdos que mais desenvolvi e me identifiquei foram o Excel, principalmente por causa das fórmulas, e o Power Point.  Esse curso de informática realmente abriu muitas portas para mim”, exaltou.

O Programa Digitalagoas é coordenado pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas – Itec e faz parte do programa alagoano de inclusão digital, composto também pela Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, o Itec e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas – Fapeal. Com investimento de R$ 1,5 milhão de reais do Fecoep (Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza), o Digitalagoas pretende implantar 50 telecentros no território alagoano, dos quais 38 já estão em funcionamento, em 26 municípios diferentes. 

O desenvolvimento contínuo de programas de inclusão digital contribuiu de forma significativa para que Alagoas tenha sido o estado que mais avançou em número de pessoas com acesso à internet no período de cinco anos (um aumento de mais de 400%), índice divulgado recentemente pelo IBGE por meio de pesquisa realizada em 2005 e repetida em 2011.

 

Fonte: Adriana Madeiro (ASCOM/ITEC)

Ações do documento