Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2013 Telecentro "O Consolador", no Prado, será inaugurado na quinta-feira (08)
06/08/2013 - 17h35m

Telecentro "O Consolador", no Prado, será inaugurado na quinta-feira (08)

O Telecentro "O Consolador" já possibilitou a inclusão digital de 120 alunos por mês desde 2012

Telecentro "O Consolador", no Prado, será inaugurado na quinta-feira (08)

Quem visita a Ong ‘O Consolador’ se encanta com o trabalho desenvolvido. A educação complementar com promoção de reforço escolar, práticas de esporte e qualificação profissional para as crianças e famílias em situação desfavorável enchem de orgulho aos que ainda acreditam em um mundo mais humanitário. A Ong atua há 72 anos em Alagoas, mas foi no ano passado que recebeu do Governo de Alagoas um dos telecentros do programa Digitalagoas para acrescentar a inclusão digital ao leque de oportunidades oferecidas por ela.

Além da informática educativa para as crianças, o telecentro já oportunizou a capacitação de 20 mulheres em vendas digitais com recursos da loja Renner e pretende oferecer outras oportunidades para a população. Como ainda não houve inauguração oficial do espaço, a Ong em conjunto com Governo de Alagoas, realizam a cerimônia de inauguração do telecentro nesta quinta-feira (08), às 9h, no prédio da Ong localizado no Prado.

O curso de informática de venda e empreendedorismo durou de outubro de 2012 a janeiro de 2013, além dele o telecentro da Ong ofereceu curso de Informática básica para comunidade com 32h/aulas em três turmas de 20 alunos cada na faixa etária de 16 a 45 anos e também, durante todo o período, possibilitou a inclusão digital de 120 alunos mensalmente.

A presidenta da Ong, Ana Lúcia Gomes, acredita na influência positiva da tecnologia para educação e faz questão de trabalhar com os jogos educacionais instalados na máquina como forma de estimular o aprendizado das crianças. Além do telecentro, Ana Lúcia trabalha com o projeto tablet da Ufal e conta com bolsistas para auxiliar no processo de inclusão digital.

“Tínhamos máquinas seculares que vieram do programa fome zero, conseguimos as máquinas do telecentro e consolidamos a necessidade de promover a inclusão digital aqui na Ong. Já criamos oportunidades para mulheres, com o curso voltado para o manejo no processo de vendas, muitas que vendem produtos exclusivos, mas que não possuem oportunidade de divulgar, a inclusão digital é a melhor forma, onde você consegue ampliar suas oportunidades de venda para o mundo”, comenta Ana.

Sobre a Ong

O Consolador é uma Organização não Governamental (ONG) sem fins lucrativos, fundada em 1941. O principal pilar é o amor e a construção de valores humanitários. Atualmente, atende cerca de mil crianças, distribuídas em cinco municípios alagoanos, através da execução de seus projetos sociais. Porém, ao longo de sua história, já colaborou para o desenvolvimento de mais de 30 mil pessoas.

A casa foi criada com o intuito de proporcionar para meninos e meninas, além de suas famílias que vivem em situação econômica considerada baixa, um ambiente de amor e cidadania, atrelada ao esporte, educação e qualificação profissional. O objetivo é a ser a segunda casa dessas crianças, já que muitas delas vivem em situação de risco e vulnerabilidade social.

As crianças e adolescentes, chamadas carinhosamente de ‘amarelinhos’ freqüentam a casa em horários alternados ao da escola. Participam de atividades lúdicas e pedagógicas, para o melhoramento do rendimento escolar. As aulas acontecem sempre na Casa Sonho dos Amarelinhos, que fica localizada na Avenida Amazonas, 425, Prado. Durante o contra turno escolar, eles participam de reforço de Português, matemática, oficina de música, leitura, informática, tudo baseado na Pedagogia Popular.

A Ong aceita doações de tempo, de roupa, de móvel usado, brinquedos e paradidáticos. O apadrinhamento de crianças pode ser feito via site “casadosmaarelinhos.org.br”.

Sobre o Digitalagoas

O Programa Digitalagoas é coordenado pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas – Itec e faz parte do programa alagoano de inclusão digital, composto também pela Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, o Itec e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas – Fapeal. Com investimento de R$ 1,5 milhão de reais do Fecoep (Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza), o Digitalagoas pretende implantar 47 telecentros no território alagoano, dos quais 38 já estão em funcionamento, em 26 municípios diferentes.  

 

Fonte: Isabelle Carvalho (ASCOM/ITEC)

Ações do documento